Bertold Brecht

1898–1956 | Augsburg–Berlin

Vestígio absurdo

Confinamento, estatismo e silêncio no século XX